Câmara reprova criação de Fundo Municipal de Trânsito

“Temos que tomar cuidado para não transformar Sapucaia na cidade das multas”, diz vereadora.

Na sessão de segunda-feira (15/10), presidida pelo Vereador Rildo Rodrigues de Souza (MDB), o Projeto de Lei n° 033/2018, oriundo da Mensagem n° 027/2018, que criava o Fundo Municipal de Trânsito foi reprovado.

De acordo com o projeto enviado pelo prefeito Fabrício Baião (MDB), o fundo serviria para compor receitas vindas com a arrecadação de multas de trânsito, exploração de estacionamentos, tarifas de guinchos e reboques, leilão de veículos, licenciamento de veículos e regularização de táxis na cidade.

Para Vereadora Marcella Raposo (Progressistas) o projeto está muito confuso e se contradiz com leis anteriores aprovadas pela Câmara. Ainda segundo a vereadora, também é preciso não transformar Sapucaia na “cidade das multas”, já que um dos objetivos da sua aprovação visava a arrecadação oriunda da exploração de estacionamentos rotativos e também de multas.

Com a presença de apenas sete vereadores o projeto acabou sendo pouco discutido e reprovado ao final.